VARIEDADES

SEXTA FEIRA 13 13/09/2019 07:46 Fonte: IG Saúde

Medo irracional da sexta-feira 13 tem nome e é tratado como doença

Evitar passar embaixo de escadas, se benzer ao encontrar um gato preto, usar amuletos e simpatias de proteção durante a sexta-feira 13 podem ser sinais de mera superstição a respeito do “mais azarado dos dias”. Quando esse temor passa dos limites, porém, pode se tornar uma perturbação psicológica, a parascavedecatriafobia .

 

Medo da sexta-feira 13 pode significar uma patologia derivada do grego, a fobia também é conhecida como frigatriscaidecafobia. Assim como todas as outras, essa é um tipo de transtorno de ansiedade , problema que atinge 9,3% da população brasileira, segundo o relatório mais recente da OMS. 

 

De acordo com o Centro de Controle do Estresse Fobia da Carolina do Norte (EUA), no início do século cerca de 20 milhões de pessoas sofriam com essa fobia apenas nos Estados Unidos. No Brasil, não há um dado preciso sobre o assunto. 

 

De acordo com o psiquiatra Henrique Bottura, porém, fobias extremamente específicas como o medo de um dia ou número possui sintomas muito parecidos com o Transtorno Obsessivo Compulsivo – TOC , que também é uma derivação da ansiedade. 

 

“Nas fobias mais amplas, como medo de altura, existe um perigo real que é aumentado. Existe uma incoerência na intensidade da reação. Já as mais específicas, com o medo de sexta-feira 13 , é alimentada por pensamentos recorrentes e obsessivos, até mesmo delirantes”, pontua Bottura. 

 

A linha que separa a superstição da doença está no grau de interferência que o medo pode exercer na vida de alguém. Se a pessoa perde dias de trabalho, deixa de comparecer a eventos importantes ou apresenta um alto grau de sofrimento e angústia, o mais indicado é que procure um profissional de saúde. 

 

“O procedimento para detectar e tratar fobias e transtornos obsessivos não é uniforme. O objetivo é sempre identificar qual episódio pode ter causado aquela reação exagerada para, então, agir sobre aquele tema”, explica o psiquiatra. Bottura também afirma que é comum a administração de remédios em casos como esse. 

 

Triscaidecafobia: o medo irracional do número 13 

 

Além da data, o transtorno de ansiedade também pode se voltar para o medo irracional do número 13 em qualquer contexto. Nesse caso, chamamos de Triscaidecafobia.

 

Pacientes com esse transtorno costumam evitar o número em qualquer situação: quartos de hotel, apartamentos, número de pessoas no grupo e chegam a ficar angustiadas todas as vezes em que o número 13 se repete no calendário. 

 

A doença, aliada à superstição muito comum no ocidente, motivou mudanças sensíveis no setor imobiliário e hoteleiro, como hotéis que não possuem o quarto número 13 e prédios inteiros que excluíram o andar desse número.


Anuncie aqui 1Anuncie aqui 1Anuncie aqui 1Anuncie aqui 1

Contato

Redação Arenápolis em Foco

(65)8403-5289

Fale Conosco

Redes Sociais

Todos os Direitos Reservados para Arenápolis em Foco

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo